17/05/2024 18h19 - Atualizado em 20/05/2024 17h08

Espírito Santo tem 9ª população mais alfabetizada do Brasil

O Espírito Santo registrou em 2022 a 9ª população mais alfabetizada do Brasil, formada por pessoas com 15 anos de idade ou mais. Com uma taxa de 94,4% de alfabetização em 2022, o Estado apresentou um aumento de 2,5 pontos percentuais (p.p) em relação ao ano de 2010, quando a taxa de alfabetização era de 91,9%.

A taxa de analfabetismo do Espírito Santo ficou 5,6% menor que média nacional de 7%.

Os dados estão disponíveis no estudo IJSN no Censo – Alfabetização elaborado pelo Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN) com base na divulgação do Censo 2022, realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Em números absolutos, no ano de 2022 havia no Espírito Santo 2.918.368 de pessoas de 15 anos de idade ou mais alfabetizadas e 173.848 analfabetos. No Brasil eram 151,5 milhões alfabetizadas e 11,4 milhões analfabetos.

Segundo o diretor de integração do Instituto Jones, Antonio Rocha, o resultado mostra um avanço tanto no cenário capixaba quanto no contexto nacional: “Nós observamos que a queda na taxa de analfabetismo ocorreu tanto no Espírito Santo, que saiu de 8,1% em 2010 para 5,6% no ano de 2022, quanto em nível nacional, que reduziu de 9,6% em 2010, para 7% em 2022.”

O estudo ainda apresenta o ranking dos cinco municípios capixabas mais alfabetizados e dos cinco menos alfabetizados.

Vitória (2,2%), Vila Velha (2,6%), Serra (3,9%), Guarapari (4,2%) e Cachoeiro de Itapemirim (4,3%), são os cinco municípios que registraram as menores taxas de analfabetismo. Mucurici (15,0%), Água Doce do Norte (14,7%), Brejetuba (14,4%), Ecoporanga (14,2%) e Mantenópolis (13,9%) foram os municípios que registram as maiores taxas de analfabetismo.

O gerente de regime de colaboração da Secretaria de Educação do Espírito Santo (Sedu), Saulo Andreon, destacou algumas ações realizadas no combate ao analfabetismo: “O Espírito Santo tem demonstrado que está na direção certa, reduzindo o analfabetismo e garantindo a alfabetização da população, mas é preciso olhar para o número de analfabetos, e para tentar alcança-los, temos aí a Educação de Jovens e Adultos (EJA), tanto nos municípios, quanto na redes estadual e há também o Pacto de Colaboração de Aprendizagem, que junto com os municípios tem atuado na alfabetização na idade certa, aumentando a chance dessa criança progredir”.

Ainda segundo o IJSN no Censo – Alfabetização, em 2022, o analfabetismo no Espírito Santo entre os homens era de 5,52% (82.313) e entre as mulheres de 5,72% (91.535).

No recorte por faixa etária, o estudo apresenta que a taxa de analfabetismo foi maior no grupo de 80 anos ou mais, sendo mulheres 31,34% e homens 26,26%, e menor no grupo de 20 a 24 anos, sendo mulheres 0,77% e homens 1,38%.

A gerente da EJA da Sedu, Mariane Berger, destacou a importância do projeto EJA: "A expansão da Educação de Jovens e Adultos é um projeto prioritário dessa gestão desde o ano de 2019 quando foi criada a Gerência de Educação de Jovens e Adultos. Nesse sentido, mesmo com a queda das matrículas inclusive nacionalmente, a SEDU tem feito um esforço de ampliar a oferta e diversifica-la de modo a atender a todos. Temos turmas de alfabetização em nossas escolas que ofertam a EJA noturna e também nos Ceejas (diurno e noturno) e nos Neejas (no noturno). Temos feito um estudo a partir dos dados do Censo 2022, identificando os municípios capixabas com pessoas ainda não alfabetizadas para intensificar a oferta. Já estamos com propostas de atendimento in loco nas comunidades que ainda não ofertam a EJA. Esse atendimento in loco é vinculado aos Ceejas e Neejas e vai até onde os jovens e adultos estão. Essa ação se iniciou em 2023 e será intensificada este ano e nos próximos. Entendemos assim que podemos atender melhor as pessoas com uma forma mais flexível de atendimento, inclusive com materiais preparados especificamente para essas comunidades. Também planejamos a criação de um novo Ceeja no município de Guaçuí e de outros novos Neejas. Até 2026 pretendemos ofertar a EJA em todos os municípios capixabas seja na forma presencial ou não presencial".

O estudo completo pode ser acessado no link https://ijsn.es.gov.br/ijsn-no-censo-2022-alfabetizacao 

Texto: Stefhani Paiva

Informações à Imprensa
Assessoria de Comunicação do IJSN
Filipe Chicarino
(27) 3636-8066 / 99892-5291
comunicacao@ijsn.es.gov.br­

Assessoria de Comunicação da Sedu
Iris Carolina Miguez / Geiza Ardiçon
(27) 3636-7706 / 3636-7707
iclsmiguez@sedu.es.gov.br / gardicon@sedu.es.gov.br

2015 / Desenvolvido pelo PRODEST utilizando o software livre Orchard