Jornal Posição

Posição é uma publicação capixaba, de edição quinzenal, cuja redação e administração eram feitas em Vitória-ES. Foram muitas as dificuldades encontradas na época para compor e imprimir o jornal em outro estado. Com uma proposta de edição diferente, aberta, independente, pois, é “um jornal do leitor”. Aborda notícia da atualidade, pois acredita estar mais próximo da verdade. Vários temas para pesquisa sobre a década de 70, entre eles: justiça, trabalho, invasões, educação, literatura, polícia, custo de vida, ditadura, greve, movimento operário, ecologia, entrevistas, depoimentos, entre outros.

 

Números referentes aos anos de 1976 a 1979:

TÍTULO DATA DA PUBLICAÇÃO
1 Espírito Santo 29/10/1976
2 A Cooperativa dos jornalistas. Os blocos mortais da prefeitura. O negócio do transporte dos operários 12/11/1976
3 A tragédia de Cachoeiro 3/12/1976
4 Justiça, cultura 17/12/1976
5 Finalmente acabou-se um ano pesadelo 3/01/1977
6 Denúncias e complôs: Veja errou. O alvo era outro 21/01/1977
7 Espírito Santo sem pressa 7/02/1977
8 Procura-se 6/03/1977
9 Élcio Álvares 1975 -1977 O devedor de promessas 24/03/1977
10 Escolas privadas de ensino superior 11/04/1977
11 O Estado está dando terra de presente 26/04/1977
12 Cabide de empregos. O caso do sumiço das atas 11/05/1977
13 Só dói quando eu penso 28/05/1977
14 Võos inconfessáveis os processos-voadores do Dr. Cristiano 16/06/1977
15 Oswaldo Zanello 1/07/1977
16 Claudio Bueno Rocha, 47 anos de Jornalismo 15/07/1977
17 Sucessão 30/07/1977
18 UFES uma universidade feita de nós 13/08/1977
119 Fundação do bem-estar do maior 27/08/1977
20 Questão de oportunismo 14/09/1977
21 Rusck: abrindo fogo contra Elcio Alvares 29/09/1977
22 “Aqui não tem mais mar: só tem lama” 13/10/1977
23 O drama da terra 29/09/1977
24 Siderúrgico arquivado Bairro destruído Ensino falido 17/10/1977
25 Quem são os responsáveis? 3/12/1977
26 Reovação...ou Continuísmo 17/12/1977
27 Rio Marinho um barranco por um fio 3/01/1978
28 A baforada indigesta que a Arena tem que engolir 17/01/1978
29 Se houvesse eleição direta 1/02/1978
30 Nem arena confia no Élcio 21/02/1978
31 Cascatas e Mamatas 7/03/1978
32 Élcio Álvares: O homem de 1,5 milhão de dólares. 22/03/1978
33 Declaração Universal dos direitos humanos (1948 – 1978) 8/04/1978
34 Escolheram ele. Coitado do Espírito Santo 25/04/1978
35 Anistia 11/05/1978
36 Tombo em cima de tombo 30/05/1978
37 Carnaval e corrupção 16/06/1978
38 Chacrinha e Élcio: A dupla exclusiva 4/06/1978
39 Professores fichados. Profissão; subversivo 20/07/1978
40 Uma nova voz ativa 4/08/1978
41 Tráfico de menores, corrupção bestialidade 22/08/1978
42 Trabalhadores de bolsos vazios 6/09/1978
43 Figueiredo no Espírito Santo 23/09/1978
44 Depois do sufoco e repressão 7/10/1978
45 As lutas da classe operária do Espírito Santo 29/10/1978
46 Dá-lhe povo! 15/11/1978
47 Eleições. A ditadura tremeu 1/12/1978
48 “ As grades só se abrirão pelas mãos do povo” 16/12/1978
49 Tragédia Brasileira. Abre-se o pano. Cai o 5º ato 5/01/1979
50 Cuidado você também pode ser um “suspeito” 24/01/1979
51 Deus é o culpado 9/02/1979
52 15 mil capixabas lutam pela terra 16/03/1979
53 Os mistérios da maçonaria 04-11/05/1979
54 Denúncia de contrabando envolve também prefeito de Vitória e presidente do Tribunal de Contas 12-19/05/1979
55 Sequestro do embaixador norte-americano 18-25/05/1979
56 Povo miserável esse capixaba 25/05-01/06/1979
57 Ex-dirigente do partido comunista enfia o cacete na “abertura” 01-08/06/1979
58 Eurico só fala besteira. E Gang está enfiando a mão nos cofres públicos 08-15/06/1979
59 Eurico Rezende conspirou com Frotistas para derrubar o General Geisel 23-29/06/1979
60 Eles sobreviveram aos centros de tortura do regime 01-07/07/1979
61 Fundação cultural 08-14/06/1979
62 Bandidões planejam golpe do turismo 15*-21/06/1979
63 As demissões do biônico: População repudia a safadeza 22-28/06/1979
64 Uma ditadura produz um homem como Rezende 05/11/08/1979
65 Explode o ódio dos operários da construção civil 07-14/09/1979

Suplementos especiais:
• Edição Especial – Calamidade. Só o povo salva o povo – Colatina e Linhares – nunca houve tanto motivo para exigir a cabeça dos Governantes. 23/02/1979;• Edição Especial – Greve. O povo reage. 11/04/1979.