Pagina Principal Artigos Vitória possui a maior renda per capita entre as capitais brasileiras

Vitória possui a maior renda per capita entre as capitais brasileiras

Coletiva de Imprensa sobre a divulgação do PIB de 2008 dos municípios do ES.

Vitória, capital do Espírito Santo, possui renda per capita de R$ 71.407, sendo o primeiro lugar entre as demais capitais brasileiras. Brasília, que está na segunda posição, apresenta renda per capita de R$ 45.978. Já a renda dos habitantes de São Paulo é de R$ 32.494, seguido por Porto Alegre e Rio de Janeiro, com R$25.713 e R$ 25.122 respectivamente.
 
Esses foram
alguns dos dados informados nesta sexta-feira (10), pelo Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN), durante a divulgação do “PIB Municipal de 2008”.

Além de ocupar o primeiro lugar entre as capitais brasileiras, Vitória situa-se em terceiro lugar entre os municípios do Estado, ficando atrás apenas das cidades de Anchieta (R$ 116.845,00) e Presidente Kennedy (R$ 97.699).
Os maiores PIB municipais no Estado foram os de Vitória, Serra, Vila Velha, Cariacica e Linhares, sendo que Vitória, Serra e Vila Velha destacam-se entre os 100 maiores do Brasil. As cinco maiores variações positivas de participação do PIB foram as dos municípios de Anchieta (+64,84%), Presidente Kennedy (+50,51%), Linhares (+25,02%), Viana (+8,84%) e Iúna (+8,80%), enquanto as cinco maiores variações negativas de participação do PIB ficaram a cargo de Conceição da Barra (-38,1%), São Domingos do Norte (-28,46%), Mantenópolis (-24,59%), Alto Rio Novo (-23,76%) e Itaguaçu (-23,45%).
Uma das novidades foi a oscilação quanto a posição do PIB entre alguns municípios em comparação com o ano de 2007. Linhares, que ocupava o sétimo lugar agora ocupa o quinto e Anchieta, que antes estava em nono, subiu para a sexta posição. Já Aracruz, que ocupava o quinto lugar caiu para o sétimo e Cachoeiro de Itapemirim caiu de sexto para oitavo lugar.
O PIB do Espírito Santo obteve, em 2008, um crescimento de 7,8% e seu PIB per capita fechou em R$20.231,00, enquanto sua contribuição no PIB nacional cresceu 0,3 pontos percentuais, fechando em 2,30%. O crescimento da economia do Espírito Santo em 2008 foi o quinto maior do País. Desde 2002, o Estado acumula o maior crescimento entre os estados do Sul e do Sudeste. O crescimento acumulado no Estado foi de +39,7%, o que corresponde à média anual de +6,6%. No Brasil, esse crescimento foi de +27,9%, ou de +4,7% na média anual. A Região Sudeste apresentou crescimento acumulado de +27,3% e média anual de +4,5%.  Com estes números, o Estado confirma um crescimento potencial elevado no longo prazo.
Conheça as planilhas com os dados de todos os municípios do Estado no link.
 
Informações à imprensa:
Assessoria de comunicação – IJSN
Andressa Moreno
27- 36368066 / 99013294
Twitter: @ijsn
Texto: Maíra Mendonça Cabral