Pagina Principal Artigos Emprego na indústria capixaba cresce e salários reais também avançam em julho de 2010

Emprego na indústria capixaba cresce e salários reais também avançam em julho de 2010

 A indústria capixaba registrou crescimento recorde no pessoal ocupado em julho de 2010, comparativamente ao mesmo mês de 2009 (9,2%). Salários reais e horas pagas também registraram avanços significativos no período, de 17,1% e 9,9%, respectivamente. Esses dados são da Resenha de Conjuntura divulgada, nesta sexta-feira (10), pelo Instituto Jones dos Santos Neves, com base nas informações do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O desempenho local no mês de julho, comparado ao mesmo mês de 2009, foi influenciado principalmente pela elevação do emprego nas indústrias de Máquinas e equipamentos, exclusive elétricos, eletrônicos, de precisão e de comunicações (+38,7%), Coque, refino de petróleo, combustíveis nucleares e álcool (+35,5%), Calçados e couro (+24,9%) e Produtos de metal, exclusive máquinas e equipamentos (+19,0%).




Nessa base de comparação, vale destacar ainda o desempenho observado nos segmentos de Indústrias extrativas (+14,6%) e Metalurgia básica (+13,9%), que alcançaram as maiores taxas de sua série histórica.

 

O aumento na demanda por trabalho ao longo do ano de 2010 tem repercutido significativamente no número de horas pagas na indústria capixaba. No mês de julho, o Estado figurou na segunda posição do ranking de horas pagas, em face da expansão de +9,9% em relação ao mesmo mês de 2009, a maior da série histórica.

Nesse período, cabe destacar a expansão no número de horas pagas nas indústrias de Máquinas e equipamentos, exclusive elétricos, eletrônicos, de precisão e de comunicações (+34,0%), Produtos de metal, exclusive máquinas e equipamentos (+25,8%), Calçados e couro (+24,8%) e Coque, refino de petróleo, combustíveis nucleares e álcool (+24,5%).

O crescimento do pessoal ocupado e a elevação no número de horas pagas resultaram em uma expressiva expansão da folha de pagamento real da indústria estadual, que contabilizou acréscimo de +17,1% frente ao mês de julho de 2009. Nessa base de comparação, cumpre ressaltar a elevação dos salários reais nos segmentos de Indústrias extrativas (+54,7%), Coque, refino de petróleo, combustíveis nucleares e álcool (+40,7%), Borracha e plástico (+32,0%) e Calçados e couro (+26,8%).

No acumulado do ano, os índices de pessoal ocupado, salários reais e horas pagas avançaram, respectivamente, +4,8%, +5,0% e +5,2%, em relação ao mesmo período do ano anterior.

 

 

Informações à Imprensa:
Assessoria de Comunicação do IJSN
Francisca Proba

 

Tels: 3636 8067 / 9901-3294