Pagina Principal Artigos Matriz Insumo-Produto das microrregiões capixabas é tema do 6º Caderno DRS

Matriz Insumo-Produto das microrregiões capixabas é tema do 6º Caderno DRS

DRS

Já está disponível no site do Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN), mais um fascículo da série Cadernos DRS, que buscam apresentar os diagnósticos integrados que atuarão como insumos para a elaboração do Plano de Desenvolvimento Regional Sustentável do Espírito Santo. Nesta edição, a pesquisa trata da Dinâmica Regional do Espírito Santo, trazendo discussões a partir dos indicadores especializados das Matrizes de Insumo-Produto (MIP) das microrregiões.

O trabalho foi conduzido pelo professor do Departamento de Economia da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), Celso Bissoli Sessa, e está dividido em cinco seções. A primeira trata do Procedimento de Regionalização ou Espacialização; a segunda, da Estrutura de Produção Microrregional; a terceira e a quarta, trazem os Setores-Chaves da Economia Capixaba e os Multiplicadores; e, por fim, o estudo apresenta simulações dos Investimentos Previstos para as microrregiões capixabas.

Segundo o autor, o desempenho econômico recente do Estado tem sido muito positivo, porém, ainda muito concentrado em determinados setores produtivos e regiões do território. “Apesar do Espírito Santo ter completado sua transição para uma economia industrial e urbana, ainda há significativas fragilidades estruturais relacionadas à restrita diversificação produtiva”, afirmou.

O professor destaca que o crescimento futuro da economia capixaba passa por uma mudança estrutural em direção à diversificação setorial. Segundo ele, a “inserção competitiva” condiciona o crescimento econômico ao comportamento volátil dos preços das commodities, e, aliado aos incentivos fiscais, impõe certos limites ao desenvolvimento.

“Uma política baseada em investimentos públicos é necessária para impulsionar a demanda agregada, sem, contudo, causar desequilíbrios fiscais e provocar retração dos investimentos privados. Tão importante quanto o desenvolvimento das forças produtivas é a busca por maior equilíbrio regional, o que requer uma ação pública ainda mais ativa” explicou Bissoli.

Matriz Insumo-Produto

Desenvolvida pelo Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN), a Matriz Insumo-Produto (MIP) do Espirito Santo é uma ferramenta de análise da estrutura econômica (oferta e demanda) de forma desagregada, que mostra a intensidade da interdependência entre atividades produtivas em relação aos insumos e produtos e a relação destas atividades com a demanda final.

Construída a partir da Tabela de Recursos e Usos (TRU), a MIP mostra as relações intersetoriais da economia, o quanto cada atividade consome da produção das demais atividades e permite verificar a dependência de cada atividade em relação as demais. Esse sistema de dados consiste em uma matriz quadrada que apresenta ao longo de suas linhas e colunas os fluxos de insumos e produtos entre os principais setores de atividade da economia.

Para conferir o estudo completo e os demais Cadernos DRS já publicados, clique aqui.

Informações à Imprensa:
Assessoria de Comunicação do IJSN
Eduardo Rabello
(27) 3636-8066 / 99892-5291
comunicacao@ijsn.es.gov.br