Pagina Principal Artigos TD 62 - Avaliação de impacto do Programa Jovens Construtores com base em um experimento randomizado controlado

TD 62 - Avaliação de impacto do Programa Jovens Construtores com base em um experimento randomizado controlado

TD62 Capa miniatura

De acordo com os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), 23% dos jovens brasileiros não estudam e não trabalham. E os jovens sem experiência laboral têm 50% de chances de obter o primeiro emprego apenas depois de 27 meses de procura. Essas são apenas informações introdutórias apresentadas na Avaliação de Impacto do PJC para demonstrar a gravidade da atual situação da juventude.

Os dados refletem os desafios enfrentados pelos jovens brasileiros no acesso às oportunidades de trabalho e educação, e o encontro virtual com especialistas propõe discutir sobre os impactos de estratégias de ampliação de oportunidades para as juventudes brasileiras, além de apresentar os resultados da avaliação de impacto do Programa Jovens Construtores.

A avaliação de impacto do Programa Jovens Construtores coletou dados para avaliar como o Programa impactou a vida dos jovens participantes, moradores de duas comunidades do Rio de Janeiro (Borel e Mangueira). A coleta foi realizada a partir de um experimento controlado, por meio de entrevistas com jovens participantes e não participantes do Programa, e avaliou cinco dimensões: vínculo educacional; vínculo ao trabalho; participação comunitária; valores, atitudes e aspectos emocionais; e violência e envolvimento com justiça criminal.

O pesquisador responsável, Daniel Cerqueira, atualmente é diretor-presidente do Instituto Jones dos Santos Neves. A instituição foi a responsável pela publicação da avaliação, financiada pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

Anexos

Conteúdo Atualização Tamanho  
TD 62 - Avaliação de impacto do Programa Jovens Construtores   27/05/2021 10:00 2.37 MB Fazer download deste arquivo (IJSN_TD_62_v2.pdf)