Resultados da produção industrial capixaba registram crescimento de 29,8% entre 2009 e 2010


 

 Apesar de registrar contração de 1,9% na comparação do mês de abril com o mês anterior, a indústria local registrou crescimento de 29,8%, na comparação entre abril de 2009 com o mesmo mês de 2010. Esses dados compõem a Resenha de Conjuntura divulgada nesta quarta-feira (09), pelo Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN), que tem como base a pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).


Em termos do ranking nacional, a produção industrial capixaba  encontra-se atualmente em segundo lugar dentre as Unidades da Federação, ficando atrás apenas do Amazonas, cuja indústria registrou uma taxa de crescimento de +34,1%, na mesma base de comparação. Por sua vez, nas comparações acumuladas no ano e nos últimos 12 meses, foram registradas taxas de variação de +40,3% e +5,7%, respectivamente.

Na análise dos setores individuais, merece destaque o bom desempenho da Indústria Extrativa que teve o resultado ancorado na expansão do minério de ferro, óleos brutos de petróleo e gás natural. Adicionalmente, vale ressaltar que, no caso da indústria de Transformação, que também apresentou bons resultados ao longo dos períodos de comparação analisados, o destaque ficou para a Metalurgia básica, que apresentou uma taxa de crescimento de +51,8% na comparação do mês de abril de 2010 com abril de 2009.

No acumulado dos últimos 12 meses, a indústria local ainda registra resultados superiores àqueles registrados para a indústria nacional no caso da ampla maioria dos setores  considerados. Em particular, no caso do Espírito Santo, os índices referentes à indústria geral e à indústria de transformação registraram variações mais de duas vezes superiores em relação aos mesmos setores da indústria (taxas de +5,7% e +8,5% no caso estadual  em comparação a taxas em torno de +2,5%, no caso nacional).

Na avaliação do coordenador de Estudos Econômicos do IJSN, Matheus Magalhães, em termos gerais, os resultados demonstrados nesta Resenha  indicam que, apesar de ainda estar ocorrendo um processo de recuperação dos níveis de atividade local e nacional, o ritmo de expansão pode estar diminuindo. Por outro lado, resultados recentes, referentes ao primeiro trimestre de 2010, indicam que o Estado vem apresentando uma velocidade de recuperação nitidamente superior à velocidade reportada para o País, finaliza ele.

 

Informações à Imprensa
Assessoria de Comunicação do IJSN
Francisca Proba
Tels: 3324-3888/9901-3294/9983-8110