Síntese dos Indicadores Sociais: análise das condições de moradia no Espírito Santo

Sintese2018 Capa miniaturaO presente caderno analisa as condições de moradia no Espírito Santo a partir de três conjuntos de indicadores, extraídos da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua) 2017, do IBGE: (1) Deficiências nas Condições de Moradia, (2) Acesso a Serviços de Saneamento Básico e (3) Presença de Bens Duráveis e Acesso à tecnologia. O primeiro conjunto de indicadores, analisado na seção 2, refere-se a quatro tipos de inadequação nas condições de moradia: ausência de banheiro ou sanitário de uso exclusivo do domicílio, paredes externas construídas predominantemente com materiais não duráveis, domicílios excessivamente adensados e ônus excessivo com aluguel. O segundo conjunto de indicadores, analisados na seção 3, diz respeito à cobertura de três serviços de saneamento básico: abastecimento de água por rede geral, esgotamento sanitário por rede coletora ou pluvial e coleta direta ou indireta de lixo. O último conjunto de indicadores, analisado na seção 4, diz respeito à presença de bens duráveis (telefone, geladeira, máquina de lavar roupa, carro e motocicleta) e ao acesso à tecnologia (internet, internet por microcomputador e internet por outro equipamento eletrônico).