Pagina Principal Artigos Conferências por mais igualdade regional começa no Sudeste

Conferências por mais igualdade regional começa no Sudeste


Rio de Janeiro (RJ) - Os debates que vão levar à construção da nova Política Nacional de Desenvolvimento Regional (PNDR) entraram nesta segunda-feira (22/10) em sua segunda fase, com a abertura da I Conferência Macrorregional de Desenvolvimento do Sudeste, no Rio de Janeiro.

O evento reúne delegados dos quatro estados da região (RJ, SP, ES e MG) e tem por finalidade a sistematização dos princípios e diretrizes priorizados nas respectivas conferências estaduais, agrupando propostas convergentes e formulando novas proposições para serem apresentadas na Conferência Nacional, agendada para fevereiro em Brasília.

"Essa nova PNDR será o norte para harmonizar o crescimento econômico do país, com desenvolvimento regional e redução das desigualdades" afirmou o secretário executivo do Ministério da Integração Nacional, Alexandre Navarro, em pronunciamento na abertura do evento que acontece até quarta-feira (24/10) no edifício-sede do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Segundo o secretário, o Brasil de hoje é muito mais igual socialmente, mas ainda precisa de novas tecnologias e discussões para alcançar o desenvolvimento merecido. "É preciso consolidar a estabilidade dessa nova classe média do país, e o desenvolvimento regional é um instrumento importantíssimo. Temos que consolidar o que foi identificado nessa nova PNDR para tentar planejar os futuros investimentos em desenvolvimento regional, levando em conta a capacidade laboral das pessoas, capacidade produtiva e inserção no mercado", acrescentou Alexandre Navarro, informando ainda que o Projeto de Lei da nova PNDR deverá ser enviado ao Congresso Nacional em abril de 2013.

Para a secretária de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais, Dorothea Werneck, também presente na cerimônia, duas questões são básicas quando se fala em desenvolvimento regional: "o desafio do tempo e recursos". Segundo ela muitas vezes a solução pode estar no simples. "Precisamos ter respostas mais rápidas para resolver os problemas locais de geração de empregos e os caminhos podem ser apontados nesses debates da conferência".

Formaram ainda a mesa de abertura o vice-presidente do BNDES, João Carlos Ferraz, o vice-governador do Espírito Santo, Givaldo Vieira, o secretário de Planejamento e Desenvolvimento Econômico de São Paulo, Júlio Semeghuini, o secretário de Desenvolvimento Econômico do Rio de Janeiro, Pedro Cascon e representates de empresários e da sociedade civil.

A Conferência Macrorregional do Sudeste terá como resultado a elaboração de cinco princípios e 20 diretrizes, além de uma carta dos participantes destacando posicionamentos e interesses específicos da região. Os grupos de trabalho estão organizados em dois eixos de discussão: "A macrorregião no contexto do desenvolvimento regional para a integração nacional"; e "O papel das instituições na implementação do desenvolvimento regional".

A CNDR é uma iniciativa do Ministério da Integração Nacional e do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), organizada para orientar a nova PNDR.

Calendário de Conferências Macrorregionais - Após a edição da região Sudeste, o Sul do país sedia os debates, entre os dias 22 a 24, em Porto Alegre. Em seguida, a região Norte, na cidade de Belém, realiza o encontro de 29 a 31. As regiões Nordeste e Centro-Oeste, recebem os participantes de 6 a 8 e 12 a 14, respectivamente, nas cidades de Salvador e Belém.


Informações do Ministério da Integração Nacional